Tour na Toscana

O Canto Gregoriano na Toscana

canto1Até a Reforma Protestante no inicio do século XVI as missas eram celebradas em latim através do CANTO GREGORIANO. Esse tipo de canto se desenvolveu no Ocidente a partir do século VIII quando o Sacro Império Romano na tentativa de reforçar sua posição unifica os ritos francos e romanos e, a fusão do encontro do canto romano antigo e do canto “galicano“ deu origem ao canto gregoriano.

O nome deriva do papa Gregório I Magno (monge beneditino) que segundo a tradição reuniu e organizou todos os cantos sagrados em um único volume chamado “Antifonarium Cento“ , que se encontrava ligado ao altar mor da igreja de São Pedro por uma correntinha de ouro, mas se perdeu durante as invasões barbáricas.

canto2De acordo com uma segunda versão, reza-se a lenda que o papa Gregório ditou o código enquanto escondido atrás de um véu à um monge, o mesmo percebendo que Gregório fazia longas pausas durante o ditado, levantou o véu e viu uma pomba (símbolo da presença do Espírito Santo) que cochichava no ouvido do papa. Dessa forma o Código Gregoriano seria uma derivação divina e, segundo está hipótese, atribuída a um milagre envolvendo um papa de grande fama como Gregório, sendo como uma garantia da aceitação universal incondicional.

canto3Mesmo que o nome remonte a esse papa, a tradição do canto litúrgico é feito de revisões, alterações e é estado redescoberto. Nos dias de hoje, o gregoriano está relacionado principalmente à certas comunidades monásticas onde a ligação com a história é mantida viva através dos séculos. E na Toscana, terra de mosteiros, o gregoriano se encontra em casa. Não é difícil encontrar lugares onde se pode apreciar “de os olhos fechados“ esse tipo de arte!

canto4Aqui, fornecemos um quadro, seguramente, não completo, mas que compreende muitos lugares significativos de Firenze e Toscana.

CATTEDRALE DI SANTA MARIA DEL FIORE
Na catedral de Santa Maria de Fiore em Florença, todos os domingos a Missa das 10:30 é celebrada em latim (de acordo com o rito de Paulo VI). E na “véspera“ (missa de final de tarde) de domingo, às 17h15, as melodias são cantadas de acordo com o canto gregoriano, mas os salmos são em italiano.

MONASTERO DI SANTA MARTA
A comunidade beneditina feminina de Santa marta em FLORENÇA, faz referência ao canto gregoriano, mas os salmos são em italiano.

ABBAZIA DI SAN MINIATO AL MONTE
Não muito longe da catedral, na “Badia de San Miniato al Monte“, construída pelos “Cluniacensi“ no século XI e, desde de 1373 residência fixa dos monges Beneditinos Olivetanos que observam a cidade do alto da colina e a protege com suas orações, todos os dias duas missas são celebradas em canto gregoriano (as 7,15 e as 17,30) e a “véspera“ as 18,30; no domingo a missa das 10:00 da manhã é em canto gregoriano.

CERTOSA DEL GALUZZO
Em Galuzzo (Florença), a imponente construção realizada em 1341 e entregue aos “Certosini“que permaneceram até 1957, depois passou para uma outra ordem, os “Cistercensi“. Celebra o “Triduo“ e a Vigilia de Pásqua em canto gregoriano.

CATTEDRALE DI SAN ROMOLO
Em Fiesole, o canto gregoriano é adotado em algumas festividades e celebrações particulares.

ISTITUTO DI CRISTO RE SOMMO SACERDOTE
Em Gricigliano (Pontassieve), uma comunidade de sacerdotes franceses, usa com muita frequência o canto gregoriano na liturgia.

ABBAZIA DI SANTA MARIA DI ROSANO
A Abadia se encontra em Rosano em Rignano sull´Arno, situada próximo a Pontassieve, é uma das abadias mais antigas da Toscana, fundada no ano 780 por uma comunidade feminina de benedetinas de clausura. A Liturgia e a Eucaristia são celebradas em canto gregoriano, todos os dias da semana, na missa das 6:45 e 7:00 (no coro); Domingos e dias de festa a partir das 9:45 com missa às 10:00 (na igreja).

LE TRAPPISTE DI VALSERENA
O mosteiro Valserena nasceu em 1968 nas colinas da Toscana, entre os bosques e oliveiras do Val di Cecina, é um mosteiro de monjas contemplativas pertencentes à Ordem Cisterciense da Extreita Observância, conhecida como “Trappiste“. Onde a única vocação é de louvar à Deus, e a liturgia ocupa um espaço importante na vida da comunidade. A programação inclui missas nos dias úteis às 7:15, às 9:30, 12:15 e 14:45; a “Véspera“ às 17:40, a “Compieta“às 19,30. Domingos e feriados, às 7:,30, às 10:30; os outros horários permanecem inalterados.

ABBAZIA DI VALLOMBROSA
A Abadia de Vallombrosa, nas colinas que dominam o Valdarno, foi construída em 1028 por San Giovanni Gualberto. Os beneditinos Vallombrosani celebram a missa com cantos gregorianos aos domingos e feriados às 11:00. Nas “Vésperas“ , a leitura dos salmos é em italiano, mas com melodias gregorianas, nos dias úteis às 17:15 e nos domingos às 16:00. Em todos os verões se realiza também cursos de canto gregoriano que se conclui com um concerto final.

MONTE OLIVETO MAGGIORE
A Abadia de Monte Oliveto Maggiore, em Asciano, atrai um grande numero de visitantes, justamente pelo canto gregoriano dos monges. A abadia foi fundada por San Bernardo Tolomei em 1319 no meio de uma paisagem cênica das “cretas seneses“, sendo a sede principal dos Benedetinos Olivetanos.

Horas litúrgicas cantadas: dias úteis, “Vésperas“ e missa às 18:15 e
domingos e feriados, missa às 11:00 e “Vésperas“ às 18.30.

O PREMONSTRATENSIANS DE SANT´ANTIMO
A abadia de Sant’Antimo é um lugar maravilhoso de fé que se encontra entre Montalcino e Monte Amiata, administrado desde 1992 pelo Cônegos Regulares de Premonstratensi (Prémontré): uma comunidade religiosa de origem francesa que segue a Regra de Santo Agostinho, tendo como principal característica o compromisso de viver a difícil relação entre “contemplação e ação” e a vida comunitária e o serviço pastoril“. A comunidade é formada por canônicos italianos e franceses, que reúnem-se sete vezes por dia para louvar à Deus através de hinos e cânticos espirituais: todas as liturgias são cantadas em canto gregoriano.
Os horários durante a semana: às 6:00 da manhã, Louvor às 7:00, terceiro encontro às 9:00 seguido de missa às 9:15; Sexta às 12h45, às 14,45, “Vésperas“ às 19:00 e missa completa às 20:30 (às 21:00 em julho e agosto).
Domingos e feriados, Louvor às 7,30 terceiro encontro às 9:00 seguido de missa às 11:00.

EREMO DELLA VITA ETERNA ALLE VOLTE ALTE – Costalpino (Siena)
Em Costalpino (Siena), a comunidade de “Oblati“Benedetinos aqui residentes, dedica toda a sua atenção para a recuperação do canto gregoriano através do Ofício Divino.

ABBAZIA DI SANT’ANTIMO
Nessa abadia em Castelnuovo dell´Abate (Montalcino), se celebram as liturgias todos os dias em canto gregoriano realizadas pelos monges que seguem a Regra de Santo Agostinho. A oração comunitária é cantada inteiramente em gregoriano de acordo com a liturgia do Concílio Vaticano II, que denomina tal canto, instrumento ideal para a contemplação e adoração.
É consentida a visita das 10:15 às 12:30 (Nos domingos das 9:15 às 10:45) e das 15:00 às 18:30
Há também cursos de canto gregoriano.

Muitos locais e horários citados acima podem sofrer alterações, se quiserem informações atualizadas, não deixem de nos contatar!

Texto: Marise Nakagawa

2 comentários sobre “O Canto Gregoriano na Toscana

  1. Miriam Rossi

    Por favor, gostaria de saber quais os horários atualmente que posso ouvir o Canto Gregoriano dos Monges da Abadia Sant’Antimo, proximo a Montalcino. Obrigada!

    1. admin

      Oi Miriam,

      Agradecemos a sua participação. No último ano aconteceram diversas alterações em Sant’Antimo. Aconselhamos que a Senhora entre em contato diretamente com a Abadia através do seguinte e-mail e confira todos os horários.

      abbazia@antimo.it

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site utiliza cookies Saiba mais Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close