Tour na Toscana

A Santa Cruz de Lucca

A famosa Santa Cruz  ou também chamado Volto Santo é um crucifixo que se encontra no interior da Catedral de São Martinho em Lucca e segundo a tradição popular e religiosa teria sido esculpido em um cedro do Líbano (tem quem diga em madeira de noz), pelas mãos de Nicodemos, guiadas por anjos, e por séculos ficou escondido até um dia ser colocado em um barco e abandonado em mar aberto. Este barco teria velejado milagrosamente através do mar Mediterrâneo até alcançar o Lido de Luni, na região da Liguria e dali colocado em um carro de boi que segue seu caminho também de forma milagrosa até a cidade de Lucca. Este evento teria ocorrido por volta do século VIII.

A Santa Cruz chega na cidade de Lucca e inicialmente foi colocada na Igreja de São Frediano, na capela de Santo Agostinho, mas na manhã seguinte teria desaparecido e encontrada numa horta próxima à Igreja de São Martinho, onde se encontra até hoje.

A chegada deste raro crucifixo em Lucca esta representada na Igreja de São Frediano (figura abaixo) e em um afresco presente na contro-fachada do Duomo de São Martinho, realizado por Vincenzo Frediani entre os anos de 1489 e 1494.

 volto-santo-affresco

Afresco que conta a historia da Santa Cruz de Amico Aspertini. Igreja de São Frediamo, Lucca.

Muito venerado desde a Idade Média foi citado por Dante Alighieri na Divina Comédia e a fama de seus milagres se difundiu rapidamente não somente na Itália, mas em outras partes da Europa medieval, como na França, Flandres e Inglaterra. O culto ao Volto Santo era muito comum entre os peregrinos pelos franceses, e ainda hoje, Lucca foi inserida em uma das etapas da Via Francigena  (http://www.viefrancigene.org/it/resource/poi/lucca).

voltosanto-lucca

Lucca com sua muralha medieval e casas torres na chegada do Volto Santo

Fonte: http://blog.zingarate.com

pea-19-lucca-il-volto-santo-2

Fonte: https://territoridel900.wordpress.com

As celebrações em homenagem a Santa Cruz acontecem até os dias de hoje com festividades realizadas no mês de setembro. No dia 13 de setembro uma procissão chamada Luminara da Santa Cruz, atravessa a cidade de Lucca a partir da Igreja de São Frediano até o Duomo ao som de uma tradicional música o Mottettone, uma composição criada todos os anos por músicos locais. Na ocasião toda a cidade se ilumina com velas ao longo das casas e o crucifixo (que permanece na Igreja) é ricamente adornado com paramentos antigos: uma coroa de ouro e um manto de veludo bordado também de ouro.

9818165

A procissão passando pela Igreja de São Miguel in Foro, Lucca

Fonte: http://dicidailleurs.com/

le-feste-religiose-erano-finanziate-dalla-camera-lucchese-con-contributi-variabili-da-25-a-40-lebb

Fonte: http://www.itclucca.lu.it/

Originalmente o crucifixo apresentava madeira policromada e aspecto mais escuro, alguns dizem devido a fumaça das velas ao longo dos séculos. A versão mais atual diz que o crucifixo teria sido realizado no século XI, por um mestre lombardo desconhecido, na época do Papa Alessandro II e que substitui uma cruz mais antiga.

O Volto Santo permanece dentro de um belíssimo templo de planta octogonal localizado na nave esquerda da Catedral de São Martinho e realizado em 1484 pelo escultor e arquiteto lucchese Matteo Civitali, importante artista e principal figura da escola renascentista em Lucca.

135306748-cnxwqdco-luccacathedralnicodemusschrist matteo_civitali_tempietto_del_volto_santo_1482-84_01

O templo da Santa Cruz no interior da Igreja de São Martinho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site utiliza cookies Saiba mais Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close