Topo
Tour na Toscana / Arquitetura  / Palácio Casali de Cortona

Palácio Casali de Cortona

O Palácio Casali representa uma das arquiteturas civis mais antigas da cidade de Cortona. Localizado na Praça Signorelli, atualmente é sede do MAEC: Museu da Academia Etrusca e da Cidade de Cortona. O edifício como o próprio nome diz, pertenceu à nobre família Casali de Cortona.

 

Construído no século XIII, foi destinado à residência oficial da família durante a “Signoria” de Cortona (1325-1409) e em seguida foi transformado em Palácio Pretório, sede dos capitães e comissários florentinos que ali foram enviados. Ainda é possível ver ao lado direito do edifício com vista para a Rua Casali, alguns brasões de famílias florentinas importantes. Esta é a porção do palácio que ainda mantém grande parte do aspecto arquitetônico mais antigo do edifício (séculos XIII e XIV).

palazzo-casali-cortona-rua-lateral

Na primeira metade de 1600 o edifício sofreu modificações consistentes, entre elas, a construção de uma nova fachada (possível autoria de Filippo Berrettini). E no século seguinte o Grão Duque da Toscana, Giangastone de’ Médici concede o último andar do palácio para ser a sede da Academia Etrusca, o que posteriormente viria a ser também sede do museu e da biblioteca.

20160630_124313

Com o advento do Reino da Itália no final do século XIX, grande parte do edifício foi transformado em escritórios do reino, e a Academia Etrusca, o Museu e a Biblioteca passaram a ocupar ambientes secundários do palácio.

Somente após a segunda guerra mundial é que o palácio foi restaurado e o primeiro andar foi ocupado pela Academia Etrusca para expor o seu acervo.

 

Atualmente o Palácio Casali hospeda as instalações do MAEC em dois andares subterrâneos onde estão o Museu da Cidade Etrusca e Romana de Cortona e o Museu da Academia Etrusca. O primeiro andar é ocupado por ambientes dedicados à histórica e cultura de Cortona: o Arquivo Histórico, a Biblioteca Comunale e a Academia Etrusca. O palácio sedia também importantes eventos e exposições que valorizam o milenar patrimônio histórico e artístico da cidade.

 

Tags do Post:

Sem Comentários

Deixe uma resposta:

By continuing to use the site, you agree to the use of cookies. more information

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close